Slider

Vídeos

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




Roberta Arraes comemora apoio de vereadores do município de Santa Cruz


José Ion, Dr. Carlos e Naldo Amaral, que afirmaram fechar parceria com a parlamentar progressista
Assessoria de Comunicação / Foto: divulgação
Na manhã deste domingo (22), a deputada estadual Roberta Arraes do Partido Progressista – PP, anunciou mais três importantes apoios a seu projeto político.
Dessa vez foram os vereadores do município de Santa Cruz da Venerada, no Sertão do Araripe, José Ion, Dr. Carlos e Naldo Amaral, que afirmaram fechar parceria com a parlamentar.
“Vamos unir nossa força e trabalhar por ações e benfeitorias para o município”, afirmou Roberta Arraes.


Tadeu Alencar e Rodrigo Novaes visitam famílias atingidas pelas chuvas em Bodocó. Tadeu ainda participa de inauguração em Ouricuri

“Precisamos deixar as disputas políticas de lado”, disse o deputado.



O deputado federal Tadeu Alencar, líder do PSB na Câmara a partir de junho, cumpriu uma extensa agenda este fim de semana nas cidades de Bodocó e Ouricuri, no Sertão do Araripe. Ele visitou, neste sábado (21), famílias de Bodocó atingidas pelas enchentes do último final de semana, além de verificar as ações de apoio à cidade. O parlamentar retornou ao município quatro dias depois de ter acompanhado os transtornos causados pelas chuvas fortes e de ter levado o caso à tribuna da Câmara dos Deputados. Em Ouricuri, na sexta-feira (20) à noite, Tadeu participou da inauguração da iluminação pública no assentamento Nova Conquista.

Ao lado do ex-prefeito Danilo Rodrigues e de seu grupo político e do deputado estadual Rodrigo Novaes, Tadeu Alencar visitou casas próximas à comunidade do Amparo, a área mais atingida pelas chuvas, com famílias desalojadas e que perderam móveis e utensílios. Ele conversou com moradores e ouviu relatos das ações que estão sendo prestadas e das que ainda precisam ser aprimoradas. A doação de colchões foi um dos pedidos mais recorrentes dos moradores.  

“É importante estarmos aqui para ouvirmos da população no que as pessoas ainda não foram atendidas. Vejo que o governo do Estado promoveu ações e vamos mostrá-las, mas é preciso que todos os entes públicos assumam suas responsabilidades com os moradores. Precisamos deixar as disputas políticas de lado”, disse o deputado.
Desde as enchentes do final de semana que governo do Estado vem atuando, com a realização de vacinação contra tétano, hepatites e difteria, ações da defesa civil e a retomada das aulas nas unidades de ensino estaduais. "O governo se fez presente com ações emergenciais importantes", frisou o parlamentar.
Outra ação destacada por moradores, a recuperação da ponte na PE-545, que liga Bodocó a Ouricuri, as equipes técnica do DER e de engenharia da Defesa Civil avaliaram que o equipamento, com 40 metros de extensão, possui uma rachadura na laje do vão central, o que compromete totalmente a sua estrutura. O governador Paulo Câmara enviou um ofício ao Comando Militar do Nordeste solicitando apoio do Exército na colocação de uma ponte móvel provisória e em caráter emergencial, para manter a regularidade do fluxo de veículos entre as duas cidades.
Em Bodocó, Tadeu Alencar, juntamente com o ex-prefeito Danilo Rodrigues e deputado estadual Rodrigo Novaes, também teve uma reunião com os membros das associações de pescadores e apicultores da cidade. Eles solicitaram apoio para cadastramento dos profissionais junto ao governo federal para receberem o seguro-defeso, no caso dos pescadores, e para a aquisição de equipamentos para a retirada de mel, no caso dos apicultores. As medidas serão tratadas pelos dois parlamentares.
ILUMINAÇÃO – Na sexta-feira, em Ouricuri, Tadeu Alencar participou da inauguração da iluminação pública do assentamento Nova Conquista, na zona rural do município, acompanhado do secretário de Administração, Romildo Ramos; de vereadores do município - Aldelúcia Cléa, Alex Bar, Galeguinho Dantas, Galego e Nanias de Santa Rita - e de lideranças da comunidade. Na ocasião, Tadeu destacou o dinamismo da gestão do prefeito Ricardo Ramos, que vem fazendo inaugurações de obras e ações da prefeitura todas as sextas-feiras.





Assessoria de Comunicação|Tadeu Alencar

Audiência Pública tumultuada na Alepe


 Na tarde desta quinta-feira (19), na Assembleia Legislativa de Pernambuco, um grande desconforto tomou conta da Audiência Pública que recebeu o secretário Estadual de Saúde, Iran Costa, para a prestação de contas do primeiro quadrimestre de 2018.
A Audiência, que estava prevista para às 13h no Auditório Ênio Guerra da Casa Legislativa, acabou por acontecer no Plenarinho. O local, que geralmente recebe pequenas reuniões, não comportou o grande público que chegou para acompanhar a apresentação do secretário.
A pedido dos presentes, que já estavam inquietos e mal acomodados, a deputada estadual Socorro Pimentel (PTB), solicitou ao Líder do Governo na Assembleia, deputado Isaltino Nascimento, a transferência da reunião para o auditório. Após as diversas negativas do deputado que presidia a audiência, a parlamentar sugeriu o cancelamento, o que também não foi acatado.
Socorro Pimentel e os demais que lotavam o local se retiraram da reunião. “Não iremos acatar esse desrespeito com os pernambucanos que chegam a nossa Casa. Estou entrando com um requerimento pedindo o cancelamento da Audiência Pública e solicitaremos uma nova reunião com a presença do secretário Dr. Iran Costa, para que o povo possa comparecer e ser, então, recebido de forma adequada”, disse a deputada.




Roberta Arraes recebe apoio de Jurandir Severo em Exu

Mais uma grande liderança política fechou apoio e parceria com a deputada Roberta Arraes, na tarde de hoje (19). Dessa vez foi Jurandir Severo, que foi candidato a prefeito do município de Exu nas últimas eleições, além de vereador e presidente da câmara, e hoje faz um importante trabalho em prol da cidade. A parlamentar recebeu Jurandir em Araripina, onde firmaram um compromisso de juntos trabalharem e levarem ações e benfeitorias para Exu. “Exu é uma cidade que tenho um apreço imenso, vamos agora somar esforços e trabalho, para levar o melhor aos exuenses”, finalizou Roberta Arraes.

Campanha contra a gripe começa na próxima segunda (23); saiba como será a vacinação

Agência Brasil 

Ministério da Saúde já começou a distribuir as doses da vacina aos estados; vacinação ocorrerá nas unidades de saúde dos municípios

A 20ª Campanha de Vacinação contra a gripe começa na próxima segunda-feira (23) em todo o País. Até o dia 1ª de julho, o Ministério da Saúde vai mobilizar a população brasileira para garantir que as 54,4 milhões de pessoas que fazem parte do grupo prioritário sejam vacinadas. Para isso, serão distribuídas 60 milhões de doses aos estados. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, nesta quarta-feira (18). Confira abaixo as principais perguntas e respostas sobre a vacinação neste ano.

Quem deve se vacinar?  

O grupo prioritário da campanha. Ou seja: idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses aos menores de cinco anos, trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais também devem se vacinar.  

Por que a vacina não é disponibilizada para toda a população?  

Os grupos prioritários são escolhidos conforme recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS). A definição também é respaldada por estudos epidemiológicos e pela observação do comportamento das infecções respiratórias, que têm como principais agentes os vírus da gripe. São priorizados os grupos mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias. O Ministro da Saúde destacou que a vacinação está “100% garantida” para o público-alvo. “Se, eventualmente, tiver uma sobra de vacinas, nós teremos a oportunidade de vacinar outras pessoas”, afirmou.  

Onde as vacinas estarão disponíveis?  

Nos centros de saúde dos municípios. O ministério começou a distribuir as doses no dia 9 de abril. Até o dia 20 de abril, 17,2 milhões de doses terão sido enviadas aos estados, representando 41% da entrega da campanha. No total, oito remessas de doses foram programadas para o envio até o dia 25 de maio, totalizando 100%.  

Quem toma a vacina tem alguma reação adversa?  

Em alguns casos podem ocorrer, de forma rara, dor, vermelhidão e endurecimento no local da injeção. Essas manifestações consideradas benignas e os efeitos passam em 48 horas. “A vacina é a medida mais efetiva para se prevenir da gripe. Então, nós temos que buscar essa prevenção cada vez mais. Ela é segura”, destacou Occhi 

Há alguma contraindicação? 

Sim. A vacina é contraindicada para pessoas com história de reação alérgica prévia em doses anteriores ou para pessoas que tenham alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados. Nesses casos, é importante procurar o médico para mais orientações.  

Quantos casos de gripe já foram registrados no Brasil neste ano?  

De acordo com o Ministério da Saúde, até 14 de abril, foram registrados 392 casos de influenza em todo o País, com 62 óbitos. Do total, 190 casos e 33 óbitos foram por H1N1. Em relação ao vírus H3N2, foram registrados 93 casos e 15 óbitos. Ainda foram registrados 62 casos e 6 óbitos por influenza B e os outros 47 casos e 8 óbitos por influenza A não subtipado.  
Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério da Saúde 

Governo de PE dá apoio importante e incisivo às vítimas da enchente de Bodocó



O Governo do Estado se faz presente em Bodocó de forma incisiva , desde o início da situação triste que Bodocó está passando o Governador determinou ao corpo de Bombeiros , polícia militar, defesa civil, DER, Regência de saúde IX GERE e Educação GRE, ADAGRO, IPA, CODECIPE, GAD – Grupo de Apoio a Desastre, Casa Militar do Estado de Pernambuco, se fazerem presente e agir no que fosse necessário para minimizar o sofrimento do povo de Bodocó , solicitou ao exército Brasileiro uma ponte móvel , por determinação do Governador Paulo Câmara. O Governo de Pernambuco está presente sem medir esforços.
Após levantamento dos estragos estruturais provocados pelas fortes chuvas na cidade de Bodocó, Sertão do Araripe, a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) constatou que o abastecimento de água e eletrificação estão normalizados. As aulas de duas das três escolas Públicas Estaduais também serão retomadas. Na Escola Estadual Luiz Gomes de Lins, localizada na zona rural, as aulas serão retomadas assim que o acesso viário for restabelecido, permitindo que os professores e alunos consigam chegar ao distrito de Sipauba. Os serviços do DER, no entanto, só podem ser iniciados quando o nível do riacho baixar. Um calendário de reposição das atividades escolares já está sendo organizado.
As equipes das Vigilâncias Ambiental, Epidemiológica e Sanitária, da IX Gerência Regional de Saúde (Geres), em parceira com o Município, estão visitando os abrigos montados na cidade para dar orientações sobre a limpeza das casas, manipulação de alimentos nas áreas afetadas pelas chuvas, descarte de objetos, além de realizar avaliação das manifestações clínicas entre os desabrigados, orientando sobre os sinais e sintomas de doenças e agravos. Foram vacinadas 114 pessoas contra hepatites e realizados 133 testes para doenças; e foram distribuídas 359 unidades de hipoclorito de Sódio, utilizado para purificar a água para consumo. Vale ressaltar que esses números se alteram a todo instante.
Também foram encaminhadas doses de insulina, a pedido do Município, e o Hospital Santa Maria, localizado em Araripina, está atuando como suporte às gestantes encaminhadas de Bodocó.  Além disso, diante da dificuldade de acesso dos moradores de Bodocó, Exu, Granito e Moreilândia ao Hospital Regional de Ouricuri e referência da Região, os casos de urgência e emergência destes quatro municípios estão sendo encaminhados para o Hospital Regional de Salgueiro.
Quanto a ponte sobre o Rio Pequí, a equipe técnica do DER avaliou preliminarmente que o equipamento, com 40 metros de extensão, possui uma rachadura na laje do vão central, o que compromete totalmente a sua estrutura. Uma segunda avaliação mais detalhada será possível apenas quando o nível da água baixar. Quando isso acontecer, serão analisadas as fundações da ponte. Não há previsão para liberação do tráfego no local nem para circulação de pedestres. A equipe de engenharia da Codecipe também está produzindo um laudo sobre os danos causados na ponte e nos bueiros da cidade.
Até a normalização desta área, a rota alternativa mais curta e viável para receber o fluxo de veículos é utilizar a rodovia PE-560, estrada de terra que liga Bodocó até o distrito de Estaca, chegando à rodovia BR-316, trecho com extensão de 20 km. Os trabalhos de restauração, dos trechos danificados pelas chuvas na rodovia PE-560, já foram iniciados pelo DER e a previsão é que a circulação de veículos de pequeno porte seja liberada a qualquer momento. Essa rota vai aumentar em 23 km o percurso para quem segue de Bodocó para Ouricuri.
Outra alternativa que já está dando passagem é a saída para Sipaúba, Soares, PE 545 que liga Bodocó a Ouricuri, percurso de uns 8 km.
Até o momento, a Codecipe registrou 176 famílias desabrigadas e 55 desalojadas, todos estão sendo encaminhados pela Prefeitura para os abrigos. Também foram identificadas 333 casas atingidas e 17 prédios comerciais. Volto a ressaltar que estes números modificam a todo instante.




Aécio Neves vira réu no Supremo por corrupção e obstrução de Justiça


Ministros da Primeira Turma acolheram denúncia da Procuradoria Geral da República contra senador tucano – por 5 a 0 em relação à acusação de corrupção passiva e por 4 a 1 à de obstrução de Justiça.


A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira (17) receber a denúncia contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) por suposta prática de corrupção passiva e obstrução de Justiça. Com isso, o senador será transformado em réu pela primeira vez.
Por unanimidade, os cinco ministros da turma (Marco Aurélio Mello, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Rosa Weber e Alexandre de Moraes) acolheram a denúncia de corrupção da Procuradoria Geral da República e, por 4 votos a 1, a de obstrução de Justiça – neste caso, o único voto contrário foi o de Alexandre de Moraes.
Com a aceitação da denúncia, Aécio passa a responder ao processo penal na condição de réu e poderá contestar a acusação com novas provas. Só ao final da ação poderá ser considerado culpado ou inocente, em julgamento a ser realizado pela mesma turma do Supremo.
O julgamento começou no início da tarde com as manifestações da acusação e da defesa do parlamentar.
O advogado de Aécio, Alberto Zacharias Toron, contestou as acusações de corrupção e obstrução de Justiça. O subprocurador da República Carlos Alberto Coelho, responsável pela acusação, disse haver “farto material probatório” para incriminar o senador (leia mais abaixo).
Aécio foi acusado em junho do ano passado, em denúncia da Procuradoria Geral da República, de pedir propina de R$ 2 milhões ao empresário Joesley Batista, dono da J&F, em troca de favores políticos; e também de tentar atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato. Uma conversa entre os dois foi gravadapelo empresário.
Junto com o parlamentar, foram denunciados pela PGR a irmã dele, Andréa Neves da Cunha, o primo Frederico Pacheco de Medeiros e Mendherson Souza Lima, ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrela (MDB-MG), todos por corrupção. A primeira teria pedido o dinheiro a Joesley e os outros dois teriam recebido e guardado quatro parcelas de R$ 500 mil em espécie.
Após as manifestações da procuradoria e dos advogados, os ministros rejeitaram, por unanimidade, um pedido da defesa para ter acesso a provas que integram outras investigações, relacionadas a Marcello Miller.
Depois, negaram também, por maioria, fatiamento do caso para enviar à primeira instância as acusações contra Andréa, Frederico e Mendherson, por não terem foro privilegiado.

Dos cinco ministros da Primeira Turma, quatro entenderam que as condutas estavam imbricadas, de modo que não seria conveniente separar os processos. O único a votar pelo desmembramento foi o relator, Marco Aurélio Mello.
Os ministros também rejeitaram de modo unânime uma contestação à validade das provas usadas na investigação.
A defesa sustentou que foram baseadas na delação da J&F, alvo de questionamento pela suposta orientação do ex-procurador Marcello Miller aos executivos da empresa, quando ainda integrava a PGR.
Os ministros negaram o pedido, considerando que a validade do acordo e a manutenção ou não das provas será analisada em momento posterior, em ação própria.

Relator

Relator do inquérito no STF e responsável por supervisionar as investigações, Marco Aurélio Mello disse em seu voto que as suspeitas de corrupção e obstrução serão analisados com mais profundidade durante o processo, no qual a defesa poderá contestar novamente as acusações com mais provas.
O ministro considerou que não configuram obstrução de Justiça a atuação de Aécio Neves na discussão de projetos de lei – para aprovar novas formas de abuso de autoridade e perdoar prática de caixa 2.
“A articulação política é inerente ao presidencialismo de coalisão, e não pode ser criminalizada, sob pena de ofensa a imunidade material dos parlamentares, nesse ponto, mostra-se insuficiente o que veiculado na peça acusatória”, disse o ministro.
Em outra parte do voto, porém, Marco Aurélio viu tentativa de embaraço às investigações na pressão exercida sobre membros do governo e Polícia Federal para escolher delegados para conduzir os inquéritos da Operação Lava Jato.
“Ocorre que há transcrições de conversas telefônicas ligações realizadas pelo senador das quais se extrai que estaria tentando influenciar na escolha de delegados da Polícia Federal em inquéritos alusivos a Operação Lava Jato [...] Surgem sinais de pratica criminosa”, disse.

Acusação

Representando a Procuradoria Geral da República (PGR), responsável pela acusação, o subprocurador da República Carlos Alberto Coelho disse haver “farto material probatório” no caso e que por isso, a defesa se concentrou, segundo ele, em apontar nulidades jurídicas na investigação.
Coelho lembrou, contudo, que a investigação conta com gravações da Polícia Federal do primo de Aécio, Frederico Pacheco de Medeiros, recebendo dinheiro do diretor da JBS Ricardo Saud, entre março e abril do ano passado, a mando de Joesley Batista, conforme combinado previamente com o senador.
Em relação à acusação de corrupção, o subprocurador disse que Joesley aceitou dar R$ 2 milhões a Aécio em razão de seu cargo.
“Não há dúvidas de que o empresário apenas aceitou pagar R$ 2 milhões a Aécio Neves porque esse ocupava o cargo de senador da República. Os autos deixam claro que não fez o pagamento por prodigalidade, altruísmo ou solidariedade. Sabia que Aécio estava pronto para prestar contrapartidas”, disse Coelho.
O subprocurador também contestou a tese da defesa de que Joesley teria sido induzido pela PGR a forjar um crime do senador, a partir da orientação do ex-procurador Marcello Miller.
“Não houve em sua execução [gravação da conversa] qualquer participação do MP ou da PF. Foi realizada inteiramente pelo colaborador por iniciativa sua e posteriormente entregue à PGR”.

Defesa de Aécio

Pela defesa de Aécio, o advogado Alberto Zacharias Toron começou contestando a acusação de obstrução de Justiça, sob o argumento de que o crime envolve impedir investigação sobre organização criminosa.
“Não se trata de acusação de organização criminosa e não há notícia relativamente à prática de estar inserido em organização criminosa”, disse o advogado.
Toron ainda contestou a acusação de que Aécio teria tentado obstruir a Justiça na discussão de projeto de lei contra o abuso de autoridade. Disse que, na tramitação do texto, o senador propôs eliminar o chamado “crime de hermenêutica”, pelo qual um juiz poderia ser punido por decisão posteriormente derrubada por instância superior.
“Ele teve condutas claras no sentido do pleito da Ajufe [associação dos juízes federais]. Como se dizer que essa conduta significou embaraço? Ainda que assim não fosse, isso se insere na atividade parlamentar dele”, afirmou o advogado.
Toron também buscou explicar acusação de que Aécio tentou escolher delegados para conduzir investigações da Operação Lava Jato. Disse que numa ligação com o então diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello, ele apenas demonstrou insatisfação com o andamento de inquérito. “Manifesta contrariedade com delegados e não passou disso”.
Em relação à acusação de corrupção, disse que o crime deve estar atrelado a um “ato de ofício”.
Segundo o advogado, a denúncia fez “cortina de fumaça” ao não demonstrar uma contrapartida concreta de Aécio em favor de Joesley.
“É ele [Joesley] que sugere pagamento em dinheiro. É ele Joesley que fala na questão da Vale”, disse o advogado.
Toron reafirmou que o pedido de dinheiro a Joesley partiu de Andréa Neves, irmã de Aécio, para pagar advogados – a intenção inicial era vender um apartamento da mãe do senador ao empresário.

Defesa de Andréa Neves

Defensor de Andréa Neves, o advogado Marcelo Leonardo contestou a validade de interceptações no celular dela, pelo qual pediu dinheiro a Joesley e marcou encontro do empresário com Aécio. Disse que não havia autorização para o grampo.
Marcelo Leonardo também atacou a validade da delação da J&F pela suposta participação do então procurador Marcelo Miller nas negociações pelo lado dos executivos, citando documentos da própria PGR que levaram à rescisão do acordo de colaboração.
“A prova daí resultante é ilícita pela participação indevida de um membro do Ministério Público que atuava dos dois lados [...] Está evidente que desde o início houve o direcionamento para que houvesse a entrega do senador Aécio”, disse o advogado.
Ele também reafirmou a versão de que Andréa procurou Joesley para vender um apartamento da mãe. “Quando se pega a conversa de Aécio com Joesley ambos fazem referência ao apartamento. Fica evidenciado que a conversa foi exclusivamente à venda do apartamento e não há nenhuma gravação de que Andréa tivesse feito pedido de R$ 2 milhões”.

Defesa do primo de Aécio

Em nome de Frederico Medeiros, primo de Aécio, Ricardo Silveira de Mello disse que a participação dele se limitou à busca do dinheiro, sem conhecimento de que seria propina. “Em momento algum há referência a participação de Frederico na solicitação daquela vantagem”, disse. Acrescentou que Aécio disse a Frederico que se tratava de um empréstimo.
O advogado também citou declaração de Aécio isentando o primo de responsabilidade no episódio. “O simples fato de receber o numerário por si só não constitui ilícito penal”, disse.

Defesa de Mendherson Souza Lima

Representando o ex-assessor parlamentar Mendherson Souza Lima, que guardou o dinheiro destinado a Aécio, Antonio Velloso Neto defendeu o fatiamento da denúncia e envio da parte relativa ao cliente para a primeira instância, pelo fato de não ter foro privilegiado.
Em relação à acusação de corrupção, o advogado disse que ele não participou do pedido de propina.
“Nada foi imputado que pudesse trazê-lo a essa relação [...] Onde o dolo, onde sua participação? MP não descreve a participação [na solicitação de vantagem indevida]”, disse.


Por Renan Ramalho e Gustavo Garcia, G1, Brasília

Em situação de emergência, Bodocó é disputada por base e oposição e MPPE faz recomendações


Após a oposição ao governador Paulo Câmara (PSB) ir a Bodocó, município no Sertão pernambucano que entrou em situação de emergência por causa de enchentes, o deputado estadual Rodrigo Novaes (PSD), aliado do socialista, também discutiu o assunto nesta segunda-feira (16). O parlamentar sugeriu à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) que a Casa faça uma campanha de arrecadação de donativos para os moradores da cidade e afirmou que pediu à Defesa Civil estadual um laudo técnico sobre a ponte que dá acesso à rodovia que liga Bodocó a Ouricuri, para que o governo viabilize a liberação de recursos do Ministério da Integração Nacional para a reconstrução.
Segundo o deputado, inicialmente há 333 casas e 17 prédios comerciais destruídos e 176 famílias desalojadas.



Foto: Prefeitura de Bodocó/Divulgação


Novaes defendeu o Governo do Estado, alegando que a gestão de Paulo Câmara “desde as primeiras horas, tomou as providências necessárias”. “O Sertão não está preparado nem para seca nem para as chuvas. Precisamos investir em infraestrutura rural para o armazenamento de água, além de ações que proporcionem a população uma estrutura digna para viver”, sugeriu.
Durante o fim de semana, o prefeito Túlio Alves (DEM) gravou vídeos com o deputado federal Fernando Filho (DEM), ex-ministro de Minas e Energia, e com a deputada estadual Socorro Pimentel (PTB), ambos da oposição a Paulo Câmara. Em material publicado no Facebook da prefeitura, os parlamentares se comprometem a ajudar. O deputado afirma na gravação que foi ao município no sábado (14) para “colocar o prefeito em contato com o Exército, o Ministério da Integração Nacional”. A visita foi um dia depois de Alves decretar estado de emergência em Bodocó.

Recomendações ao prefeito

O promotor de Justiça Eduardo Pimentel de Vasconcelos Aquino, do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), recomendou ao prefeito, em caráter emergencial, uma série de ações para minimizar e resolver os problemas. Aquino pede prioridade em questões como a remoção de entulhos depositados nos leitos de escoamento de água das chuvas, a recuperação de áreas degradadas, no cadastramento das vítimas de enchentes e a vigilância epidemiológica da população por causa do contato com esgoto e da aglomeração nos abrigos. “O momento em Bodocó é de comoção pelas famílias e pessoas desabrigadas. Cumpre ao Ministério Público recomendar as medidas emergenciais e cobrar o início de alternativas de médio e longo prazo, a fim de evitar futuros desastres”, afirmou. “Em paralelo, a promotoria de Justiça abrirá procedimento para acompanhar os desdobramentos do caso”.

Fonte: Blog Ouricuri Em Foco

O maior fiador de Paulo Câmara



Nas eleições de 2014 o ex-governador Eduardo Campos alinhavou a maior aliança da história de Pernambuco em prol de Paulo Câmara com 21 partidos na Frente Popular. Ali, Eduardo foi o principal fiador do projeto, e mesmo após a sua morte, foi determinante para que Paulo Câmara virasse o jogo e vencesse a eleição.
Uma vez no governo, Paulo Câmara considerou como seu principal fiador o ex-governador Jarbas Vasconcelos, tanto que distribuiu entre o seu grupo as secretarias de Imprensa, Habitação e Desenvolvimento Econômico e a presidência de Suape, bem como outros órgãos de menor importância mas com força política dentro do governo. Além da reverência a Jarbas Vasconcelos, o governador considerou o peso do MDB, que até 2017 era fundamental na aliança e tinha cadeira cativa na chapa majoritária. Com a guerra de liminares envolvendo o partido, e o risco real de ele ir para as mãos do senador Fernando Bezerra Coelho e consequentemente para a oposição, Jarbas perdeu o posto de maior fiador político e eleitoral do governador Paulo Câmara.
Esse papel agora é ocupado por outro Eduardo, que assim como seu xará, tem uma leitura política do jogo como poucos. O deputado federal Eduardo da Fonte comanda o PP, que é o maior partido garantido da Frente Popular em termos de tempo de televisão, e findou o prazo de filiação com quatro candidatos a deputado federal, todos com chances de vitória, e 14 deputados estaduais, consolidando assim a maior bancada da Assembleia Legislativa de Pernambuco.
As condições criadas por Eduardo da Fonte e as circunstâncias políticas fizeram dele o principal aliado do governador Paulo Câmara, dando-lhe o direito de exigir uma vaga na chapa majoritária da Frente Popular. O Palácio, que já havia aumentado o espaço de Eduardo no governo, deverá ampliar significativamente esse espaço, com a entrega da secretaria de Desenvolvimento Econômico, que antes era ocupada pelo grupo de Jarbas.
A verdade é que se antes Jarbas Vasconcelos era presença garantida na majoritária do governador devido a sua relevância política e eleitoral, agora quem terá essa cadeira cativa é o próprio Eduardo da Fonte, que só não irá para a majoritária se não quiser, pois tem votos, poder político, e principalmente um partido relevante, exatamente o que Paulo Câmara precisa para garantir a sua reeleição.
por Edmar Lyra

Dr. Arnaldo Delmondes – advogado araripinense e pré-candidato a deputado federal sonha em representar Ouricuri e região em Brasília

Pré-candidato a deputado federal Dr. Arnaldo Delmondes/Foto: Elismar Rodrigues

Em suas andanças pelo sertão o advogado araripinense radicado no Recife, Dr. Arnaldo Delmondes, foto acima, visitou amigos, familiares e participou de alguns eventos neste final de semana.


Dr. Arnaldo com amigos e correligionários no restaurante Chico Guilherme em Ouricuri-PE

Dr. Arnaldo com amigos e correligionários no restaurante Chico Guilherme em Ouricuri-PE

Neste domingo (15), o pré-candidato a deputado federal esteve na região do Araripe e participou de um almoço com amigos e correligionários no restaurante Chico Guilherme, localizado na PE-545, a 8 km de Ouricuri sentido Petrolina.
Dr. Arnaldo, em conversa com os amigos relatou um sonho antigo, que é o de ajudar os seus conterrâneos do sertão à capital, se elegendo para deputado federal, mas ele no momento é apenas pré-candidato. Arnaldo disse que tem muito conhecimento na capital, onde sairia com muitos votos e precisaria de um complemento da Região do Araripe, principalmente de sua terra natal Araripina e cidades circunvizinhas. “Se lá chegar, na Câmara dos Deputados em Brasília, não medirei esforços para ajudar meu povo, principalmente na área da saúde, segurança e qualidade de vida, pois sei que tem muitos candidatos que chegam na minha terra, recebem os votos e depois dão as costas sem nada fazer pela população, ao contrário de mim que lutarei para conseguir o melhor para Ouricuri e toda a Região, pois sou filho da terra, fui agricultor e sei do sofrimento e humilhação que passa o homem da zona rural”, Finalizou Dr. Arnaldo.
Fonte: Blog Ouricuri Em Foco/Por Elismar Rodrigues

Menores de 13 e 15 anos de idade são apreendidos com maconha em Bodocó – PE

As apreensões ocorreram no bairro São Francisco e os menores foram apresentados na DP local.
Imagem meramente ilustrativa (reprodução o/Google)

Na manhã do último  sábado (24), por volta das 11h40min, policiais militares integrantes da Patrulha Rural II da 2ª CPM de Bodocó – PE realizavam rondas com abordagens no centro e bairros periféricos da capital do leite quando na altura da Rua Izácio Galindo no bairro São Francisco se depararam com dois adolescentes em atitude suspeita.

De acordo com a polícia, durante abordagem e busca pessoal aos suspeitos, dois menores de 13 e 15 anos de idade, foram encontradas 02 (duas) petecas de uma substância análoga à maconha pronta para o consumo, totalizando 06 (seis) gramas do mencionado entorpecente.

Os dois casos foram encaminhados e apresentados na Delegacia de Polícia Civil da 203ª Circunscrição em Bodocó – PE onde foram submetidos à BOC(Boletim de Ocorrência Circunstanciado) e em seguida liberados. (Blog do Nilson Macedo)

Mototaxista assaltado por menores em Araripina, tem veículo recuperado pela Polícia Militar


Os menores suspeitos foram contidos por populares na localidade Sítio Ramalhete, Zona Rural do município


Policiais da 9ª Companhia Independente de Polícia Militar, recuperou uma motocicleta tomada de assalto neste sábado em Araripina no Sertão de Pernambuco. De acordo com o comandante da 9ª CIPM, major Marcondes, por volta dás 15:50 horas, quando realizava deslocamento no Distrito do Morais, o efetivo da GE GATI da 9° CIPM, foi informada por populares sobre o ocorrido, e que naquele momento os indivíduos envolvidos haviam passado no veículo na BR 316 com sentido Trindade.
Ainda de acordo com major Marcondes, de posse das informações, o policiamento fez diligências com o objetivo de capturar os envolvidos no assalto. No entanto por volta das 17:00 horas os suspeitos haviam sidos contidos por populares na localidade Sítio Ramalhete, município de Araripina-PE, tratando-se dos adolescentes C.R.P.P.F de 16 anos e J.N.F.S de 15 anos ambos residentes em Serra Talhada, Sertão do Pajeú.
A moto tomada de assalto foi uma FAN 150, de cor Prata, placa de Araripina (Foto Polícia Militar)

Ao serem indagados, os jovens confessaram ter tomado de assalto uma moto FAN 150, de cor Prata e Placa: PEW0352 ARARIPINA-PE da vítima, o senhor PAULO RICARDO PEREIRA NOGUEIRA, moto taxista residente em Araripina-PE.  Ao serem questionados pelos policiais sobre a arma usada no assalto, os envolvidos falaram que havia dispensado em um riacho e que se tratava de um simulacro.
Os policiais então foram ao local indicado, mas não conseguiram localizar o objeto. Os envolvidos no assalto foram levados até DPC de PLANTÃO em Ouricuri-PE e mediante B.O. de numeração 305/2018, a PM apresentou os envolvidos e vítima para serem tomada as medidas cabíveis. Resultado da Ocorrência: Flagrante para os adolescentes e veículo foi autorizado o proprietário receber na DPC de Araripina-PE.
 por Roberto Gonçalves

Mãe flagra filho sendo estuprado dentro de casa; pai é suspeito de cometer o crime há seis anos em PE


Suspeito tentou matar a mulher a facadas após ela flagrar o abuso sexual, diz polícia.



Um aposentado de 70 anos é suspeito de estuprar o filho dele, de 16, dentro da casa onde moram na sexta-feira (23) em Cortês, Mata Sul de Pernambuco. O crime ocorreu no Engenho Serrinha, zona rural do município. De acordo com a Polícia Militar, o idoso abusava do adolescente há seis anos.
Ainda segundo a PM, a mãe flagrou o filho sendo estuprado pelo marido. No momento, o suspeito tentou matar a mulher a facadas, conforme informou a polícia.
A mulher conseguiu fugir junto com os filhos e prestou queixa na Delegacia de Polícia Civil de Palmares, que deve investigar o caso.
O suposto criminoso não foi localizado até a publicação desta matéria. O Conselho Tutelar foi acionado, já que a vítima do abuso é menor de idade.

Por G1 Caruaru