Eventos em Bodocó






Slider

Clique e Curta a Fã Page




Vídeos

Polícia

Politica

Economia

Esportes

Educação

Entretenimento

Amanhã (03) acontecerá mais um encontro dos filhos e amigos de Bodocó em Recife-PE. Não percam!

Todos os anos, um grupo de amigos bodocoenses que residem na capital pernambucana, se reúnem para confraternizarem. Os encontros acontecem ao menos duas vezes no ano.

O primeiro deste ano foi nos mês de Julho e pra fechar com chave de ouro, farão outro neste sábado (03), a partir das 15h00min no Jet Club.
Neste encontro, haverá atrações musicais, comidas e bebidas. Será muita diversão e alegria.
É uma forma de reunir amigos e chegados para dividirem a saudade da terra querida. Mas não tem apenas filhos de Bodocó não, muitos amigos dos bodocoenses também participam!
Um dos organizadores do evento, Renato Bispo, conhecido também como "Renato de Panta", um bodocoense que já está há muito tempo em Recife, mandou o recado para os conterrâneos amigos.

"E FINALMENTE CHEGOU O GRANDE DIA...É AMANHA O GRANDE ENCONTRO DOS BODOCOENSES,JÁ DEPOSITARAM? AINDA DÁ TEMPO, NOS AJUDEM A FAZER ESSE ENCONTRO, AMANHA A PARTIR DAS 15 NO JET CLUB. VAMOS NOS REUNIR, CONVERSAR, SORRIR... ENFIM, SERÁ UMA GRANDE CONFRATERNIZAÇÃO, NÃO PAGA NADA PARA ENTRAR. PODEM LEVAR BEBIDAS DESTILADAS, GELO, TIRA GOSTO, COPOS, ETC... PORTANTO COLABOREM DEPOSITANDO QUALQUER QUANTIA OU FAZENDO SUA DOAÇÃO NA HORA DO ENCONTRO. TEREMOS MÁQUINA DO TEMPO, FORRÓ PÉ DE SERRA E OUTRAS ATRAÇÕES.... É AMANHA DIA 03/12...VAMOS LÁ??"

por Davi Diniz

Homem suspeito de matar sogro e ferir companheira é encontrado morto

Crime aconteceu no dia 18 de novembro em Orocó, no Sertão de PE. 
Suspeito foi encontrado morto nesta quinta (30), sem a mão esquerda.

(imagem ilustrativa/reprodução/adaptação: Davi Diniz)



Um homem, de 58 anos, foi encontrado morto, nesta quinta-feira (30), na Zona Rural de Orocó, no Sertão de Pernambuco. A vítima foi reconhecido pela família e apontado como o suspeito de matar o sogro e ferir a companheira com golpes de faca. O crime aconteceu no dia 18 de novembro.
O corpo foi encontrado por agricultores, na Agrovila 4, do Projeto brígida, Zona Rural do município. A vítima estava em avançado estado de decomposição e não tinha a mão esquerda. Aparentemente não foi possível identificar marcas de violência. O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Petrolina, onde passará por necropsia para atestar a causa da morte.
Crime
No dia 18 de novembro, o homem matou o sogro e feriu a companheira com golpes de faca, após uma discussão por não aceitar o fim do relacionamento, informou a Polícia Militar na época. O crime aconteceu na casa do casal, na Agrovila 4, do Projeto Brígida. A mulher foi levada para o hospital de Cabrobó. O pai dela chegou a ser socorrido para o hospital de Orocó, mas não resistiu aos ferimentos.

do G1 Petrolina

Presidente do Atlético-MG informa que não vai jogar contra a Chapecoense

"Já comuniquei à CBF, conversei com presidente Marco Polo, que concordou. Haverá uma punição com a perda dos três pontos, mas o time não terá sua posição alterada, não vai ser prejudicado. É o mínimo que se pode ter com a cidade, com os familiares, pelo estado e o país que sofre com a tragédia"
Imagem relacionada
(Foto:Uol Esportes)
Em comunicado feito na manhã desta quinta-feira, na Cidade do Galo, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, informou que o clube não vai enfrentar a Chapecoense, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Desde a tragédia com a delegação da equipe catarinense, na Colômbia, a diretoria atleticana se mostrou contra a realização da partida.
"No momento de dor e respeito à tragédia, ficamos de luto e tem que ficar resignado e respeitar e não simplesmente ir para a TV e ficar declarando. Vim aqui para informar que o Atlético não irá jogar a última partida. A gente respeita a dor, não é momento para cobrar de jogador nenhum a receita do esporte", afirmou Nepomucemo.
O mandatário atleticano informou que a decisão já foi comunicada ao presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, que era a favor da realização do jogo. Como já tem a quarta colocação do Brasileirão garantida, o Atlético não terá problemas no quesito classificação final.
"Já comuniquei à CBF, conversei com presidente Marco Polo, que concordou. Haverá uma punição com a perda dos três pontos, mas o time não terá sua posição alterada, não vai ser prejudicado. É o mínimo que se pode ter com a cidade, com os familiares, pelo estado e o país que sofre com a tragédia", completou o mandatário, que não abriu espaço para perguntas.
Ao saber da decisão do Atlético-MG, o presidente da Chapecoense Ivan Tozzo mostrou-se a favor da não realização da partida e negou qualquer tipo de pressão da CBF para que o jogo pela última rodada fosse disputado.
"Nós estamos de acordo com a atitude do Atletico-MG. Acho ótima a decisão porque não teríamos clima para o jogo. Não senti pressão alguma para jogar. Muito pelo contrário. O Del Nero está fazendo um trabalho fantástico, mesmo de longe. Está fazendo tudo o que eles podem e sou eternamente grato a eles", disse Tozzo.
Além de não realizar o jogo, o Atlético já se colocou à disposição da Chapecoense para ajudar o clube na montagem do elenco para 2017. Uma lista de jogadores vai ser disponibilizada nos próximos dias aos dirigentes catarinenses, que poderão escolher jogadores sem custo algum, incluindo os salários, que serão bancados pelo clube mineiro.
Com a decisão da diretoria atleticana, de não enfrentar a Chapecoense, as férias para os jogadores começam na quinta-feira, dia 8, após a final da Copa do Brasil, com o Grêmio. No Brasileiro, perder de WO significa derrota por 3 a 0. Caso a equipe catarinense também não entre, as duas equipes serão consideradas derrotadas pelo placar de 3 a 0.

Victor Martins e Danilo Lavieri
Do UOL, em Belo Horizonte e Chapecó

Prefeito de município pernambucano é preso em operação da Polícia Civil

(Foto: Bobby Fabisak)

Na manhã desta quinta-feira (1), a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) desencadeia a Operação Terra Arrasada II. A operação, realizada em apoio ao Ministério Público de Pernambuco, tem o objetivo de cumprir mandados de prisão contra suspeitos de envolvimento em crimes de responsabilidade, uso de documento falso, lavagem de dinheiro e crime organizado com atuação na Prefeitura de Ribeirão, na Zona da Mata Sul do Estado. O prefeito da cidade, Romeu Jacobina Figueiredo, foi preso na investigação.
De acordo com informações da Polícia Civil, o prefeito de Ribeirão é suspeito de participar de um esquema de fraude no sistema de coleta de lixo da cidade. Uma empresa fantasma teria sido contratada pela prefeitura em um esquema de licitações superfaturadas, que depois subcontratava caçambas para realizar a coleta de lixo da cidade com um preço inferior ao original.
Foram expedidos, pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, cerca de sete mandados de prisão preventiva e onze mandados de busca e apreensão domiciliar. Além do prefeito do município, dois secretários municipais, já afastados por decisão judicial, também foram presos. Todos os mandados foram cumpridos. A polícia também apreendeu seis armas de fogo, encontradas nas residências do empresário acusado de criar a empresa fantasma.
Cerca de 85 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, estão na execução dos trabalhos operacionais, que está sendo supervisionada pela Chefia da Polícia Civil, contando com o suporte da Diretoria de Inteligência (Dintel) e Coordenação de Planejamento Operacional (CPO) da PCPE. As investigações foram realizadas pelo MPPE, com suporte do GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado).
Os detidos pela operação, juntamente com os materiais apreendidos, serão encaminhados ao Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (DEPATRI).
JC Online / Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Trindade-PE: Bandido toca o terror e assalta agência da viação pernambucana

Ônibus da Empresa Pernambucana (foto:reprodução/Internet)

Uma agência de venda de passagens de uma empresa de transporte coletivo de passageiros foi alvo de um assalto à mão armada na noite de quarta-feira (30), na cidade de Trindade – PE. O assalto aconteceu por volta das 20h30min na altura da Avenida Central no centro da capital do gesso.
De acordo com a policia, a gerente do estabelecimento relatou que um homem trajando roupas pretas, adentrou no estabelecimento “Guichê de Venda de Passagens da Empresa Viação Pernambucana”, sacou de arma de fogo e deu voz de assalto.
A vítima relatou que mediante ameaças, o criminoso lhe obrigou a entregar 01 (um) aparelho celular de marca Samsung e o dinheiro do caixa do estabelecimento, a quantia de R$ 1.000,00 (um mil reais) em papel moeda. Logo em seguida, o assaltante fugiu do local do crime tomando destino ignorado.
O caso foi registrado e será investigado pela Delegacia de Polícia Civil da 205ª Circunscrição de Trindade – PE.
(Reportagem: Blog do Nilson Macedo)

Em Araripina mulher tem 80% do corpo queimado em incêndio

imagem meramente ilustrativa (reprodução/internet)

Uma mulher, de 33 anos, ficou com cerca de 80% do corpo queimado após um incêndio em sua residência na madrugada desta quinta-feira (1º). O fato aconteceu na Vila Serránea I, distrito de Araripina, no Sertão de Pernambuco.

Renan Calheiros vira réu no STF por desvio de dinheiro público

Presidente do Senado é acusado de destinar parte da verba de gabinete para uma locadora de veículos que não teria prestado o serviço, segundo a PGR.
Resultado de imagem para Renan Calheiros

Por 8 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (1º) abrir uma ação penal e tornar réu o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público).
A decisão não significa que o senador seja culpado, conclusão que só poderá ser feita ao final do processo, após coleta de novas provas, depoimento de testemunhas e manifestações da defesa.
O peemedebista é acusado de destinar parte da verba indenizatória do Senado (destinada a despesas de gabinete) para uma locadora de veículos que, segundo a PGR, não prestou os serviços. No total, o senador pagou R$ 44,8 mil à Costa Dourada Veículos, de Maceió, entre janeiro e julho de 2005. Em agosto daquele ano, a empresa emprestou R$ 178,1 mil ao senador.
Em nota à imprensa (leia a íntegra ao final desta reportagem), Renan afirmou que "a aceitação da denúncia, ainda que parcial, não antecipa juízo de condenação".
"Na instrução, o senador comprovará, como já comprovou, com documentos periciados, sua inocência quanto a única denúncia aceita", acrescentou.
Na sessão desta quinta, os ministros analisam uma denúncia de 2013 na qual Renan é acusado de prestar informações falsas ao Senado em 2007, ao tentar comprovar ter recursos suficientes para pagar a pensão de uma filha que teve com a jornalista Mônica Veloso. À época, havia a suspeita de que a despesa era paga por um lobista da construtora Mendes Júnior.
No julgamento, porém, a maioria dos ministros rejeitou outras duas acusações contra Renan relacionadas a esse caso: de falsidade ideológica e uso de documento falso, cujas penas são de até 5 anos. Restou a acusação de peculato (desvio), cuja punição varia de 2 a 12 anos de prisão.
Votaram para rejeitar todas as acusações os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. A favor da abertura da ação penal pelo crime de peculato votaram o relator, Edson Fachin, e os ministros Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio, Celso de Mello e a presidente do STF, Cármen Lúcia.
A decisão não obriga Renan a se afastar da presidência do Senado. Ao analisar a questão no mês passado, a maioria dos ministros votou para impedir que um réu integre a linha sucessória da Presidência da República, mas a decisão final foi adiada a pedido do ministro Dias Toffoli.
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante audiência com o juiz federal Sérgio Moro nesta quinta-feira (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante audiência com o juiz federal Sérgio Moro nesta quinta-feira
(Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), durante audiência com o juiz federal Sérgio Moro nesta quinta-feira (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
Julgamento
Relator do caso, o ministro Edson Fachin entendeu haver indícios suficientes de desvio de recursos públicos e estranhou que os pagamentos tenham sido feitos em espécie.
“Chama a atenção de movimentação de quantia nada desprezível em espécie. É certo que não é proibido pagar em dinheiro, contudo a alegada opção não pode ser sumariamente desprezada”, disse.
Quanto aos crimes de falsidade ideológica e documento falso, Fachin entendeu que parte das imputações, relativas a documentos particulares, já havia prescrito. Isso ocorre quando se passa muito tempo após o suposto cometimento do crime – no caso, junho de 2007 – e a lei extingue a punição.
O ministro também considerou que a PGR não especificou que documentos apresentados ao Senado ao Renan continham dados falsos. Entre os papéis enviados, havia notas fiscais e comprovantes de transporte de gado que provariam a obtenção de renda. Mas, para Fachin, embora revelem informações diferentes, a acusação não aponta o que está certo e errado.
“Para imputar a falsidade ideológica, cumpria ao Ministério Público, que não fez aqui o que devia, demonstrar e apontar qual informação específica do documento está em desacordo com a verdade, não bastando dizer que estava em desconformidade com outros o documentos”, afirmou o ministro.

Defesa
Em defesa de Renan, o advogado Aristides Junqueira afirmou da tribuna que a acusação de peculato não se sustenta, já que a empresa sequer foi investigada.
"Cadê o elemento da conduta do denunciado? Hora nenhuma se fala em dolo [intenção de cometer crime]. Por exemplo, com relação ao peculato, porque o Ministério Público denuncia apenas o senador e não o coautor que é o que expediu as notas fiscais?", questionou o advogado.
No processo, a defesa também questionou a consistência das demais acusações, relativas à suposta falsidade de documentos apresentados por Renan para comprovar sua renda. A denúncia apontava incompatibilidade entre notas fiscais de venda e comprovantes de transporte de gado.
"Todas as operações comerciais e financeiras do noticiado foram devidamente registradas e contabilizadas. Não há um único centavo que tenha transitado nas contas bancárias do noticiado que não seja resultante dos subsídios parlamentares, verba indenizatória, venda de imóveis, empréstimos financeiros e venda de gado", disse a defesa no processo.

Nota
Leia abaixo a íntegra da nota divulgada por Renan Calheiros após a decisão do STF:

NOTA PÚBLICA

O Senador Renan Calheiros recebeu com tranquilidade a decisão do STF e permanece confiante na Justiça. A aceitação da denúncia, ainda que parcial, não antecipa juízo de condenação. Ao contrário, o debate entre os ministros evidenciou divisão e dúvidas quanto a consistência dos indícios do Ministério Público, qualificados como precários por vários deles, inclusive por alguns que aceitaram a denúncia. Não há prova contra o Senador, nem mesmo probabilidades, apenas suposição.

Na instrução, o Senador comprovará, como já comprovou, com documentos periciados, sua inocência quanto a única denúncia aceita. Os serviços foram prestados e pagos em espécie, o que é legal. O Senador lembra que a legislação obriga o Ministério Público a comprovar, o que não fez em 9 anos com todos sigilos quebrados. A investigação está recheada de falhas.

A decisão do STF, ao receber parcialmente a denúncia, também ajuda a implodir inverdades que perduraram por anos e foram se transformando, entre elas a de corrupção, de que o Senador recorreu a uma empreiteira para pagar suas despesas. Ou seja, o Senador respondeu publicamente por uma década sobre crime inexistente, sequer objeto da denúncia.

Assessoria de Imprensa
Presidência Senado Federal

Por Renan Ramalho, G1, Brasília

Lula e Dilma irão a Cuba para homenagear Fidel, diz instituto


Ex-presidentes participarão de homenagem na cidade de Santiago de Cuba; ex-líder morreu no último dia 26, aos 90 anos, em Havana.

O Instituto Lula divulgou uma nota na tarde desta quinta-feira (1º) na qual informou que os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff viajarão a Cuba neste fim de semana para participar das homenagens a Fidel Castro.

Ex-presidente de Cuba, Fidel morreu no último dia 26. Líder da revolução cubana no Século XX, ele tinha 90 anos. (relembre aqui a trajetória de Fidel em fotos)

A morte de Fidel foi confirmada pelo irmão dele, Raúl Castro, atual presidente de Cuba, em um pronunciamento na TV, à 1h29 (hora de Brasília).

Já pela manhã, Lula e Dilma divulgaram notas sobre o assunto, assim como o presidente Michel Temer e várias outras lideranças brasileiras e internacionais.

Lula, por exemplo, afirmou que Fidel Castro era "o maior de todos os latino-americanos". "Para os povos de nosso continente e os trabalhadores dos países mais pobres, especialmente para os homens e mulheres de minha geração, Fidel foi sempre uma voz de luta e esperança".

Dilma, por sua vez, afirmou ser "motivo de luto e dor" a morte do ex-presidente cubano e, na nota, declarou os "mais profundos sentimentos" à família de Fidel e ao povo cubano. Ao final, fez uma saudação: "Hasta siempre, Fidel!".

Para ir a Cuba homenagear o ex-presidente do país, os advogados de Lula enviaram um ofício ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, no qual informaram que o ex-presidente viajará ao país.



por G1 Brasilia 

Nessa Sexta Feira 02/12, Voz e Violão no Ponto do Espetinho e Jantinha Silva.






Hoje é Dia de Caldinho por Conta da Casa. Não Perca!!!


Dois ônibus de empresa terceirizada (G.A) que transporta alunos em Bodocó causam acidente na PE-545

Na quinta feira (24), por volta das 23:30h, o condutor de um veículo da marca Volkswagen, um polo sedam de placas JMI-5341, foi levado a colidir na traseira de um ônibus de placas KKM-1655 (Cabo de Santo Agostinho-PE) que se encontrava quebrado em meio a rodovia PE-545 no município de Ouricuri, (antiga Rodovia Asa Branca BR-122), sentido Bodocó a Ouricuri. No local não havia nenhuma sinalização que indicasse que o mesmo estava obstruindo a pista de rolamento. Para dificultar mais ainda o motorista do polo que vinha de Bodocó sentido a Ouricuri, havia outro ônibus de placas OYN-0575 (PE-Recife), de mesma empresa,  estacionado meio acostamento meio pista de rolamento no sentido contrário (Ouricuri/Bodocó), com os faróis alto o que impossibilitava mais ainda a visualização de que havia um ônibus quebrado em meio a pista causando assim o acidente.
20161124_234508
Por sorte, o motorista do polo saiu ileso da batida e após condição sinalizou o local colocando o triângulo de segurança em distância adequada para que os motoristas percebessem que na PE havia um acidente ou coisa parecida.  O veículo ficou com a frente totalmente danificada inclusive toda a parte que envolve motor, funilaria e para-brisa.
Os veículos (ônibus) que causaram o acidente pareciam estar abandonados no momento do ocorrido, pois não havia ninguém em ambos e somente após cerca de 20min. chegaram cerca de 6 pessoas em um veículo de placas PGF-0844 (Recife-PE), supostamente de apoio e começaram a sinalizar o local colocando cones e utilizando lanternas como sinalizador.
Após o reconhecimento das falhas, um dos responsáveis pela empresa que chegou no local assinou documento se responsabilizando pelo total conserto do veículo envolvido polo sedam de placa JMI-5341.
Segundo informações os ônibus sucateados aos poucos estão sendo levados para o Recife.
Por Elismar Rodrigues

Em que podemos acreditar?

Mensagem reflexiva. Vamos pensar mais e agir menos. Parar de vez enquanto pra usar a razão, eleva-nos ao topo com mais facilidade.

Resultado de imagem para pensamento critico

Nas palavras de um Deus que talvez não exista, um Criador que provavelmente seja apenas uma utópica criação humana para suprir algumas necessidades convenientes?
Ou nas palavras de monstros reais que usam o silêncio de um povo para criar projetos e leis que são como aquelas máquinas de torturas medievais?
O Deus pode não existir, há suas possibilidades, mas há inúmeras chances de ser real, sendo assim, sua bondade e misericórdia é iminente. Suas palavras são de consolo e salvação. E nos guia à vida eterna. E se por acaso isso não for verdade, o que estaríamos ganhando ou perdendo? Nada!
Mas imagine que Ele seja real. Pense no que você estaria perdendo por não dar crédito à sua existência e soberania!
Ainda assim, preferes dar ouvidos aos cães de paletó e gravata, que soltam maravilhas pelas extremidades da alma, até as entranhas daqueles que lhes dão autoridade e reverência. são dignos dos seus bajuladores, assim como os seus bajuladores são dignos dos representantes que têm.
É como dizia o filósofo francês Joseph-Marie Maistre (1753-1821) “cada povo tem o governo que merece”.Seja digno da representação divina em sua vida e não de ratos carniceiros que estão sugando nossas almas, pouco a pouco esgotando-a.

por Davi Diniz Costa Barros Agra

Aborto nos três primeiros meses de gestação não é crime, decide STF

Supremo não definiu se decisão valerá para todos os casos, mas pode abrir precedentes. Comissão especial da Câmara vai discutir o tema.

(imagem ilustrativa: reprodução/internet)

O Supremo Tribunal Federal diz que o aborto até o terceiro mês de gravidez não é crime. A decisão foi de uma das turmas do STF, mas pode influenciar a decisão de juízes pelo Brasil.
Foi uma decisão da Primeira Turma do Supremo. Os ministros analisavam um processo em que cinco pessoas foram presas em uma clínica de aborto em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Para os ministros Luis Roberto Barroso, Rosa Weber e Edson Fachin, a criminalização do aborto ainda no primeiro trimestre da gravidez fere a Constituição.
Barroso deve redigir essa decisão que foi tomada pela primeira turma. Ele disse ainda que nenhum país desenvolvido criminaliza o aborto na fase inicial da gravidez e citou como exemplos a Alemanha e a França.
Barroso disse ainda que é dever do estado evitar o aborto com políticas de educação sexual, distribuição de anticoncepcionais e uma rede de proteção e apoio às mulheres. O Supremo não definiu se essa decisão valerá para todos os futuros casos, mas ela pode abrir precedentes. Com a decisão da Corte, o presidente da Câmara dos deputados, deputado Rodrigo Maia, abriu uma comissão especial na Casa para discutir o tema.
G1/Bom Dia Brasil

Catraca Livre é execrado após fazer cobertura asquerosa sobre tragédia da Chapecoense

Conhecido portal da extrema-esquerda, o portal Catraca Livre provocou fúria nas redes sociais após fazer uma vergonhosa e asquerosa cobertura da tragédia envolvendo o time da Chapecoense. Enquanto os outros veículos informavam os leitores sobre os novos detalhes, o portal do jornalista esquerdista Gilberto Dimenstein postava amenidades e matérias como “fotos de pessoas antes de morrer” e “mitos sobre acidentes aéreos”. Detalhe: a postagem trazia uma foto de jogadores da Chapecoense.

jean-wyllys.png
jean-wyllys.png

Não foi o único post de mau gosto. O Catraca Livre ainda postou um post sobre “medo de avião” e outro com uma filmagem feita por passageiros em pânico durante a queda de uma aeronave. Os usuários acusaram o Catraca Livre de ser hipócrita, já que a página vive replicando textos sobre empatia e amor ao próximo.
Para completar a baixaria, o Catraca Livre justificou as postagens afirmando que “faz parte do jornalismo”. Diante da falta de sensibilidade, a página do portal no Facebook começou a registrar um enorme número de dislikes. Até o momento deste post, mais de 20 mil usuários descurtiram a página.
A postura do Catraca Livre contrastou com tudo o que foi publicado sobre o caso. Até páginas de humor cuja temática é o futebol como Futirinhas e Futebol da Depressão foram mais respeitosos com a tragédia. Apesar de execrados, os articuladores do portal insistem em afirmar que a intenção da página é “mostrar o outro lado”. O mau-gosto do Catraca Livre chegou até aos Trending Toppics do Twitter.
Leia alguns comentários:

catraca.png

catraca.png
catraca.png

fonte: Jornal Livre

Clubes se unem para ajudar Chape com empréstimos de jogadores

Proposta também é de que o time catarinense fique imune ao rebaixamento no Brasileirão pelas próximas três temporadas.

Coritiba (Foto: Divulgação/ Coritiba)
Clubes se solidarizam com a Chapecoense
Clubes brasileiros se uniram e publicaram nota oficial em conjunto para, além de manifestar pesar pela tragédia com a delegação da Chapecoense, também oferecer ajuda com empréstimo gratuito de atletas e solicitar à CBF que a equipe catarinense fique imune ao rebaixamento pelas próximas três temporadas.
Atlético-PR, Botafogo, Coritiba, Corinthians, Cruzeiro, Fluminense, Palmeiras, Portuguesa, Santos,  São Paulo e Vasco divulgaram nota nesta terça-feira, e há expectativa de que outros clubes também venham a aderir ao movimento, como o Grêmio. 
Num vídeo divulgado em seu site oficial, o Cruzeiro, através de seu presidente, Gilvan de Pinho Tavares, também se coloca à disposição para emprestar jogadores à Chape.
– Nós estamos tristes, sentidos com essa tragédia, mas haveremos de ajudar. Trabalhando unidos, nós, presidentes de clubes do futebol brasileiro, para ela voltar com galhardia a disputar as competições do futebol brasileiro. Estou propenso a conversar com os outros clubes para que desenvolvamos um projeto para emprestarmos jogadores de bom nível para que eles possam disputar as competições de 2017 – disse Gilvan, em vídeo.
Paralelamente a isso, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) planeja incluir a Chapecoense na Libertadores e na Recopa de 2017.
Na madrugada desta terça-feira, a aeronave que levaria a delegação da Chapecoense à Colômbia para a final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, caiu antes de chegar a Medellín.
Há confirmação de 75 mortes, entre atletas, membros da comissão técnica, dirigentes, jornalistas e tripulação.
Veja a nota divulgada pelos clubes:
Neste momento de perda e de profunda tristeza, nós, presidentes dos clubes brasileiros que publicam essa nota, gostaríamos de manifestar nossos mais sinceros sentimentos de pesar e solidariedade à Associação Chapecoense de Futebol e seus torcedores, e em especial às famílias e amigos dos atletas, comissão técnica e dirigentes envolvidos na tragédia ocorrida na madrugada desta terça-feira (29).

Mesmo cientes dos prejuízos irreparáveis provocados por este terrível acontecimento, os Clubes entendem que o momento é de união, apoio e auxílio à Chapecoense.

Neste sentido, os Clubes anunciam Medidas Solidárias à Chapecoense, que consistirão, dentre outras, em:

(i) Empréstimo gratuito de atletas para a temporada de 2017; e
(ii) Solicitação formal à Confederação Brasileira de Futebol para que a Chapecoense não fique sujeita ao rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro pelas próximas 3 (três) temporadas. Caso a Chapecoense termine o campeonato entre os quatro últimos, o 16o colocado seria rebaixado.

Trata-se de gesto mínimo de solidariedade que se encontra ao nosso alcance neste momento, mas dotado do mais sincero objetivo de reconstrução desta instituição e de parte do futebol brasileiro que fora perdida hoje. 

Por São Paulo