Slider

Vídeos

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » Mulher de PM achado morto assume assassinato, diz delegado

Ellen Federizzi foi presa no dia 10, após polícia achar sangue na casa deles.
Segundo o delegado, ela mudou a versão inicial; ele não deu detalhes.

Esposa é a principal suspeita de participar do sumiço do PM (Foto: Reprodução/Facebook)
Ellen Federizzi, esposa do policial militar desaparecido por 16 dias, confessou que matou o marido. A informação foi confirmada pelo delegado Fábio Amaro, da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), responsável pelo caso, na noite desta segunda-feira (15).
O delegado disse que Ellen assumiu o crime em depoimento oficial. Ele não deu detalhes sobre como o assassinato pode ter acontecido, nem a motivação da mulher.
Ainda nesta segunda, o Instituto Médico-Legal (IML) confirmou que o corpo encontrado em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba, no domingo (14), é de Rodrigo Federizzi. A esposa do policial foi presa na quarta-feira (10) por suspeita de envolvimento no crime.
Rodrigo Federizzi desapareceu em 28 de julho. De acordo com Reinaldo Vieira, advogado que representa a família, o corpo do policial foi encontrado em uma cova rasana área rural de Araucária.
Ele estava enrolado em um saco plástico, havia perfuração de bala na cabeça e as duas pernas foram decepadas. O advogado informou ainda que, em uma das mãos, estava uma aliança com o nome Ellen gravado.
Do G1 PR, com informações da RPC

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário