Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Grupo de amigos realizam mais um Projeto Natal Criança Feliz em Bodocó-PE

O Projeto Natal Criança Feliz está em seu sexto ano e o seu principal objetivo é tornar um Natal mais feliz para as crianças da zona ru...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » » Governo do estado (PE) afasta PMs da Associação de Cabos e Soldados

O afastamento, de 120 dias, foi motivado por "cometimento, em tese, de crimes militares"

Foto ilustrativa (reprodução google)


A Secretária de Defesa Social afastou o presidente e o vice da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco, Albérisson Carlos da Silva e Nadelson Leite Costa, de seus cargos na Polícia Militar. O afastamento, de 120 dias, foi motivado por “cometimento, em tese, de crimes militares”. A informação foi publicada no Boletim Geral da SDS do sábado. De acordo com o texto do boletim, os dois cabos são acusados de “praticarem, em tese, fatos incompatíveis com a função pública, os quais afetam a ética, como também a honra pessoal e o decoro da classe”.

Ainda segundo o boletim, o prazo de 120 de afastamento pode ser renovado automaticamente pelo mesmo tempo e, caso o prazo total do afastamento acabe sem a conclusão do processo administrativo, os servidores retornarão às atividades. Em dezembro do ano passado, o presidente e vice da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco forão presos durante uma assembleia da categoria para deliberar sobre uma possível greve. Durante a fala inicial das lideranças, uma oficial de justiça entregou a intimação ao sindicalista. Militares da Companhia Independente de Operações Especiais (Cioe), fardados, efetuaram a prisão administrativa em flagrante. Os dois foram conduzidos ao Quartel do Derby.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco proibiu as associações militares do estado de realizar assembleias para deliberar sobre greves. O desembargador José Fernandes Lemos determinou que as quatro entidades que representam os policiais militares "se abstenham de realizar reunião, assembleia ou qualquer evento que tenha por objetivo reunir ou patrocinar a deflagração de greve de militares estaduais ou qualquer outro movimento que comprometa a prestação do serviço de segurança pública"


Fonte: Diário de Pernambuco

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário