Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Grupo de amigos realizam mais um Projeto Natal Criança Feliz em Bodocó-PE

O Projeto Natal Criança Feliz está em seu sexto ano e o seu principal objetivo é tornar um Natal mais feliz para as crianças da zona ru...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » Opinião do Blog sobre o animal do acidente que vitimou fatalmente os adolescentes de Bodocó. Morreu agonizando um dia depois do ocorrido.


A mais recente tragédia envolvendo vítimas adolescentes na cidade de Bodocó, no Sertão de Pernambuco, teve como um dos protagonistas o animal que foi atingido pela moto no momento em que atravessava a pista.
Como já conhecemos a trágica história do acidente, onde dois adolescentes (um menino e uma menina) foram vitimados fatalmente e um em estado grave no hospital, pouco falamos da vida de uma égua de cor castanha que também não passa de uma vítima das estatísticas de mortes no trânsito das BR's.
Quando recebemos a noticia do acidente, um dos populares que entrou em contato com a redação do blog relatou que o animal ainda estava vivo no local do ocorrido. Mas disso não passou. Ficamos sabendo apenas dessa parte através de um dos curiosos que foram ao local.
No dia seguinte, segunda feira (13) por volta das 13hs, uma internauta entra em contato com a redação deste site para solicitar uma articulação às autoridades competentes no sentido de socorrer o animal vítima do acidente.
Pode até parecer sensacionalista, mas na verdade, o que dá pra se perceber é que nós conseguimos lamentar profundamente a morte humana, assim como eu que sou um dos grandes consternados por conta da perda de alguns amigos e entes queridos. Mas não conseguimos nos sensibilizar com a situação do mais inocente das vítimas, o animal. O deixamos morrer sozinhos, agonizando com frio ou calor, sede e fome, além da dor insuportável que sentem. É um verdadeiro calvário, a verdadeira "via crucis" do animal.
Depois que comentei a situação com outras pessoas, já tarde da noite, ouvi falar sobre outros curiosos que foram até o local do acidente ver os vestígios de sangue e a situação do animal. Os mesmos afirmaram que viram a pobre égua agonizando no calor escaldante da tarde e provavelmente a falta de água e comida. Aí a gente pergunta: E o que fizeram? Exatamente nada! Apenas olharam com ar de desprezo e pena, como um ser desprezível que estava naquele local de propósito para cometer acidentes penalizando sua própria vida. Depois como se por consequência o animal ganhasse o sofrimento e a morte por merecimento.
Imagino que se ele pudesse falar para os que ali estavam olhando para ele, diria mais ou menos assim: Cuspam, urinem, e depois acabem de matar este pobre que agoniza a dor pré morte, sem médicos, sem curativos e sem a mínima chance de ganhar um enterro digno.
Bodocó está melado com o sangue dos nossos jovens. A cidade pranteia a saudade dos seus filhos queridos, principalmente os que partiram de forma trágica e inesperada.
Estamos em um momento de muita consternação e dor, seria importante para nossas autoridades pararem e pensassem em projetar soluções viáveis que pudessem pelo menos amenizar esse quadro chocante. Há poucos dias perdemos uma adolescente bodocoense na cidade de Ipubi, também vítima de acidente com moto. uma jovem mãe de 20 anos, que não resistiu a uma doença em estado grave, deixando três filhos pequenos sob os cuidados da avó, e agora, mais dois adolescentes com idades entre 14 e 16 anos aproximadamente. Sem contar com vários casos ocorridos em anos anteriores que deixaram a cidade perplexa, como nos casos de assassinatos dos jovens Filipe Lamark, Bruno de Dá e Anderson (Marquito). Os jovens Willian, Josemir e Bruninho do bairro São Francisco, a triste morte de Paulinha Siqueira no dia 30 de dezembro vitima de acidente com a família tendo apenas ela como vítima fatal. E por fim, o terrível incêndio que vitimou duas crianças, provocado pelo próprio pai que hoje se encontra preso. Dentre várias outros casos trágicos. 
Essas lembranças deveriam mexer com a consciência das autoridades e dos pais. Melhor uma bronca pesada e um castigo, do que uma liberdade perigosa que ceifará as vidas jovens do nosso pequeno município.  

Por Davi Diniz

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

3 comentários:

Deixe um comentário