Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » Papa recomenda exorcismo frente a grandes inquietudes espirituais

Papa fez declaração a um grupo de sacerdotes. Ato consistem em expulsar demônios ou espíritos malignos das pessoas, lugares e objetos.
Papa Francisco chega à Praça de São Pedro para a audiência geral semanal no Vaticano em 1º de março (Foto: Andrew Medichini/AP Photo)

O Papa Francisco recomendou nessa sexta-feira (17) aos sacerdotes recorrer ao exorcismo ao enfrentarem no confessionário profundas inquietudes espirituais. O exorcismo é o ato de expulsar demônios ou espíritos malignos das pessoas, lugares e objetos que são supostamente possuídos ou atormentados por eles.
Essa prática não é reconhecida ou apreciada por toda a religião católica, que autoriza apenas alguns sacerdotes a realizar exorcismos.
Um bom confessor deve ser "um homem de discernimento", especialmente quando encara "transtornos espirituais reais", disse o Papa a um grupo de sacerdotes que participava de um curso da Penitenciaria Apostólica, um dos três tribunais do Vaticano.
Diante dos sacerdotes, o pontífice argentino lembrou que a maioria dos transtornos são de porte "psicológico" e que portanto devem ser curados "através da colaboração sadia com as humanidades".
Apesar disso, reconheceu que certos problemas espirituais podem necessitar de exorcistas e que o confessor "não deve duvidar em consultá-los".
Os exorcistas devem "ser eleitos com muito cuidado e precaução", disse.
Ao contrário de seus antecessores, Francisco fala com maior frequência da presença nociva do "diabo", do "demônio" e de "Satanás", assim como da necessidade de lutar contra essa presença através de diferentes meios.
No ano passado a Penitenciaria Apostólica organizou uma semana de cursos de exorcismo para ajudar os sacerdotes a se defenderem do maligno.
Em uma missa em memória de Jacques Hamel, sacerdote francês assassinado por jihadistas em sua igreja em 2016, o Papa disse que esse assassinato cruel perpretado em nome de Deus era "satânico".
Após o encontro, o Papa presidiu a chamada celebração penitencial na Basílica de São Pedro, durante a qual se confessou e se instalou em um confessionário para escutar os pecados de vários fiéis.

Por France Presse

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário