Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Grupo de amigos realizam mais um Projeto Natal Criança Feliz em Bodocó-PE

O Projeto Natal Criança Feliz está em seu sexto ano e o seu principal objetivo é tornar um Natal mais feliz para as crianças da zona ru...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » Após reeleição ser aprovada, manifestantes ateiam fogo em Congresso paraguaio

O grupo, composto por milhares de pessoas que já protestavam do lado de fora da Câmara alta, foi alvo da polícia, que disparou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, deixando ao menos 12 feridos
(imagem: G1)

Após a aprovação da emenda constitucional liberando a reeleição do presidente Horácio Cartes, o Congresso do Paraguai foi invadido por manifestantes contrários à medida. O grupo, composto por milhares de pessoas que já protestavam do lado de fora da Câmara alta, em Assunção, foi alvo da polícia, que disparou bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha, deixando ao menos 12 feridos.
Após confrontos pelas ruas, os manifestantes atearam fogo em guarita e as chamas atingiram parte do prédio. A sessão na Câmara, que deveria avaliar o projeto, foi cancelada para a manhã do sábado.
No total, 25 dos 45 senadores votaram a favor da emenda que institui a reeleição. A emenda deverá ser ratificada neste sábado pela Câmara dos Deputados, também controlada pelos governistas.
Os senadores não votaram no plenário do Senado, e sim em um gabinete do Congresso, diante da resistência de legisladores da oposição contra a medida, que permitirá a Cartes buscar a reeleição.
A emenda foi apoiada por opositores ligados ao ex-presidente de esquerda, Fernando Lugo, mas o restante da oposição denunciou a medida como um "golpe parlamentar".
Após ser confirmada pela Câmara dos Deputados, a emenda será submetida a um referendo nacional, no prazo de três meses, convocado pelo Tribunal Superior de Justiça Eleitoral.


Por: AFP - Agence France-Presse

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário