Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » Em conversa com o Blog, vereadora desaprova aumento das diárias para prefeito, vice-prefeito e secretários.

Com 657 votos, Leninha Diniz foi a única mulher eleita no município de Bodocó, pelo PSD, para a Câmara Municipal.
(foto:Reprodução/Facebook)

Mulher emponderada, de discurso firme e sólido, a vereadora é defensora declarada da classe que ela é formada, a educação. A mesma tem um grande currículo na área, desde vários anos em salas de aula, diretoria de escolas municipais e estaduais à lideranças de sindicatos da mesma área. 
Uma das virtudes de Leninha, tem sido as cobranças de melhorias paras as classes sociais mais desprovidas de privilégios, como a atenção básica nas áreas de saúde e educação. 
A mesma afirma veementemente que seu município está deixando a desejar com falta de atendimentos e medicamentos necessários, assim como o caótico transporte escolar e que a população sofre com esse descaso, enquanto o poder executivo se preocupa em aumentar as diárias para despesas de viagens do prefeito, vice-prefeito e secretários. Entre estes estão outras classes de funcionários que também estão inclusos no projeto que o prefeito Túlio enviou em "Caráter de urgência" à Câmara Municipal, para ser votado na Sessão Ordinária do dia 11/04/17

Em um dos seus discursos na sessão, a vereadora se diz livre para votar como quiser e como pensar que seja melhor para a população, pois não é submissa a prefeito e nem a ex prefeito. Afirma também que é vereadora de oposição, mas que mesmo assim, vota em tudo que for bom para o povo, mas que se for para beneficiar apenas um grupo privilegiado (panelinha), não contem com seu voto. 

Em conversa com a redação do blog, Leninha justifica porque não votou a favor do projeto. 

"Pelo salário que o prefeito e o vice prefeito ganham e os secretários também, não há necessidades de se aumentar as diárias. Não estou dizendo que a diária não é importante. Toda vida teve e sempre terá. E eu não acho errado! Já que você vai se deslocar à capital do estado, até à capital federal, que tenha uma ajuda de custo. Se bem que em alguns países desenvolvidos, prefeitos nem ganham salários, trabalham voluntários, mas estamos falando de Brasil. 
A questão, não é o direito às diárias, é que diante da "crise"que o país está atravessando, diante da situação que eles dizem que pegaram o município, "acabado", "arrasado", "endividado", como é que tem condições de aumentar diárias de quem já ganha R$ 23.000,00 de salário, fora as regalias que tem?
Então não há necessidade, isso é um absurdo!"- Diz Leninha. 

Leninha afirma ainda que esse projeto é uma falta de respeito à população, diante do que está acontecendo. "Estamos no quarto mês de gestão e até o momento presente está faltando todos os serviços básicos, serviços essenciais, como exames laboratoriais simples, medicamentos nos postos de saúde, transporte escolar precário, garis recebendo salários de 300,00 reais, etc...Então, diante de tudo isso, como é que não tem dinheiro para os serviços básicos e querem aumentar diárias de quem já ganha muito? Além de ter o pai e a mãe como secretários, com salários de R$ 6.000,00 cada um, somando um valor de R$ 35.000,00 na casa." 

Confira o discurso no vídeo abaixo.



Reportagem do Blog Davi Diniz
por Davi Diniz

Créditos do Vídeo

Vereador Pedrinho 

Edição e Adaptação

Davi Diniz

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário