Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » Copa América se desenha com Portugal, Espanha, China, Japão, México e EUA

Edição de 2019 do torneio, a ser realizada no Brasil, terá seis convidados fora da América do Sul: Austrália e Coreia do Sul também querem.


A Copa América de 2019, a ser realizada no Brasil, começa a tomar forma. Dirigentes da Conmebol e da CBF aproveitaram o congresso da Fifa nesta semana em Manama, no Bahrein, para adiantar as conversas com as seleções que serão convidadas a participar do torneio.
Como o GloboEsporte.com revelou, a competição terá os 10 integrantes da Conmebol e mais seis convidados. O plano A da organização é ter duas seleções da Concacaf, duas da Uefa e duas da Ásia. A preferência é por México e EUA, Portugal e Espanha, Japão e China.

 
Mapa das sedes da Copa América de 2019 (Foto: Editoria de Arte
Essa composição agrada por motivos comerciais (Ásia), esportivos (Europa) e políticos (América do Norte). O sonho da organização é juntar num torneio jogadores como Cristiano Ronaldo, Neymar, Suárez, Messi, James Rodriguez e Iniesta – só no Instagram, esses seis atletas têm hoje 315 milhões de seguidores.
Seleções que não estavam entre os alvos prioritários deixaram claro para a Conmebol que gostariam de participar do torneio em 2019 – casos de Austrália e Coreia do Sul. Como nenhum acordo está fechado ainda, a entidade não descarta nenhuma conversa.

Ao mesmo tempo em que conversam com os potenciais convidados, os cartolas sul-americanos pediram (e conseguiram) uma espécie de autorização da Fifa e das confederações continentais.
Dentro da própria Conmebol há quem levante dúvidas sobre o aspecto esportivo do torneio, por descaracterizar sua tradição. Um argumento: quem seria a melhor da seleção da América do Sul se a Copa América eventualmente for decidida por Portugal e Japão?
Os potenciais resultados financeiros compensam o risco.


A Copa América de 2019 será a última disputada em anos ímpares. A partir de 2020, o torneio será organizado a cada quatro anos (2024, 2028, 2032), sempre no mesmo período do ano que a Eurocopa.

Por Martín Fernandez, Manama, Bahrein

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário