Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » MPF reforça pedido de condenação do ex-presidente Lula no processo do triplex em Guarujá

Procuradores querem que ele seja condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Depoimento de Lula a Moro em Curitiba (Foto: Reprodução/GloboNews)

O Ministério Público Federal reforçou o pedido feito à Justiça para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso que investiga a propriedade de um apartamento triplex, no Guarujá, litoral paulista. O pedido consta nas alegações finais do processo que os procuradores apresentaram ao juiz Sérgio Moro.
Além de Lula, outras seis pessoas respondem a esse processo. A ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva também era ré, mas teve nome excluído da ação penal após a morte dela, em fevereiro deste ano.
O MPF diz que o apartamento seria entregue a Lula, como contrapartida por contratos que a OAS fechou com a Petrobras, nos anos em que o político foi presidente da República. Também faz parte da denúncia o pagamento que a OAS fez à transportadora Granero, para que a empresa fizesse a guarda de parte do acervo que o ex-presidente recebeu ao deixar o cargo.
Entre os réus, também está o ex-presidente da OAS, José Aldemário Pinheiro Filho e outros executivos da construtora, que foram acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa.
As defesas têm até 20 de junho para contestar os argumentos do MPF, dentro do processo. Esta é a última fase da ação penal. Após todas as partes apresentarem as alegações finais, o processo volta ao juiz Sérgio Moro, que vai definir se condena ou absolve os réus.

Por Samuel Nunes, G1 PR, Curitiba

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário