Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » Rodrigo Novaes é contra a PPP do Rio São Francisco




O Deputado Rodrigo Novaes (PSD) fez um apelo, nesta quinta-feira (22/06), na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), contra a possibilidade do Governo Federal criar uma parceria público-privada (PPP) nas obras da transposição do Rio São Francisco. Descontente com esta iniciativa, o parlamentar deseja a realização de um debate com todos os agentes envolvidos no assunto, na Casa Joaquim Nabuco. Durante o pronunciamento, ele pediu o apoio de outros parlamentares, em especial, ao deputado Odacy Amorim (PT) que é coordenador da Frente Parlamentar do Rio São Francisco.

“Não é possível que uma decisão com um impacto social tão forte seja discutida nos gabinetes de Brasília com o executivo, o mercado financeiro, os empresários e o BNDES. Não aceitamos isso. É necessário ouvir os pequenos produtores rurais que passaram a vida toda sofrendo. Com a conclusão da obra, não podemos frustrar o sonho desse povo - de poder irrigar, plantar e dar sustento a criação – de viver com dignidade”, ressaltou.

“Se a PPP foi instalada, os grandes empresários vão comprar todas as terras, vão fazer grandes plantios e o povo da gente vai virar empregado. Se hoje existe pobreza, amanhã vai existir miséria. E vamos ter frustrada nossa expectativa de desenvolvimento social e econômico com equilíbrio”, destacou Novaes. E acrescentou: O dinheiro das obras veio do dinheiro público e não do BNDES. Portanto é o povo que tem que ser beneficiado”, concluiu. 

Assessoria de Comunicação| Dep. Rodrigo Novaes
Foto: Rinaldo Marques 

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário