Slider

Vídeos

Postagem em destaque

Constelação familiar sistêmica: Um nome estranho, mas que pode mudar a sua vida.

O que é essa terapia que até os tribunais de justiça estão aplicando?  Sabe todas aquelas vezes em que vemos geração após geração repet...

Polícia

Politica

Educação

Esportes

Economia

Entretenimento

INVENTÁRIO DA OFERTA TURÍSTICA DE BODOCÓ-CONFIRA




» » » » » » » » » » Famílias do sertão de Pernambuco comemoram 18 anos do fim de confrontos sangrentos


As famílias Araquan, Russo, Claudio, Nogueira e Benvindo, travaram uma guerra sangrenta ao longo de muitos anos. Nesse período, todas essas famílias tiveram que mudar completamente suas rotinas em muitos casos até de endereço. Sem falar nos prejuízos financeiros e principalmente as perdas de entes queridos. Foram muitas mortes e um verdadeiro desassossego para toda uma região. 

O que de fato motivou os conflitos ninguém sabe ao certo, mas todos falam por uma só boca: “ninguém saiu ganhando com essa guerra, pelo contrário, todos saíram perdendo e perdendo algo muito precioso para cada família”.

Mas se a pergunta for o que motivou a construção da PAZ, todos falariam também por uma só boca: “Deus em primeiro lugar foi quem possibilitou tudo isso, também porque foi permitido que o amor ao próximo ocupasse o lugar do ódio e do desejo de vingança, todos aceitaram o doce desafio de mergulharem na convivência da paz”. A PAZ vem sendo trabalhada todos os dias por todos os integrantes de todas as famílias, talvez esse seja o grande segredo do sucesso desse processo de PAZ. 
Um comerciante da cidade de Belém do São Francisco, que é membro da família Benvindo, comentou que antes sua família vivia assustada, tendo que viver em alerta permanente ou para se defender ou para atacar. “Hoje, graças a Deus e essa PAZ, estamos vivendo com tranquilidade”.  



O encontro de PAZ que é celebrado com uma Missa aconteceu na manhã deste domingo na Igreja Menino Deus no centro de Belém do São Francisco. A Missa foi celebrada pelo Bispo da Diocese de Floresta Dom Gabriel Machersi. A Igreja ficou completamente lotada por familiares, autoridades dos municípios de Cabrobó e de Belém do São Francisco, ainda por amigos das famílias.

Por Didi Galvão

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário:

Deixe um comentário